Menu Fechar

Precisa de se sentir melhor? 17 simples coisas [que me ajudaram mesmo]

São várias as meninas que questionam como passei o tempo durante os tratamentos, pois nesta altura são invadidas por muitos pensamentos [que na maioria sabemos que não são positivos].

Pensamentos

Então, em primeiro, é quase impossível não nos passarmos por sabermos que temos um cancro.

Assim como é quase impossível não pensarmos na nossa vida e tentarmos entender o que se passou para sermos conduzidas a este acontecimento.

Todavia, quanto mais se sabe, mais se fica por saber.

Cancro e investigação

De facto este é um mundo desconhecido.

A minha mãe que teve cancro da mama 4 anos antes respondeu a imensas perguntas para tentarem entender como ela teria cancro.

Dado ela não ter tantos factores de risco (alimentação saudável, atividade física, menarca tardia, maternidade cedo, sem historial familiar…). Mas dado ela ter 49 anos, foi tomado o fator idade e eu não comecei a ser seguida.

Porém, e dado as dores na mama esquerda serem cada vez mais fortes, eu, por iniciativa própria, estava a ser vigiada.

# como descobri que tinha cancro da mama (aos 29anos)

Já eu, em 2018, não respondi a qualquer questão sobre padrões individuais, pois, infelizmente, são cada vez mais os casos que não se esperam.

Aceitação 

Não sei como explicar isto. Mas penso que a aceitação é um passo importante na nossa cura.

Podemos muito não querer passar por aquilo. Porém, considero ser positivo quando ocorre uma aceitação da nova realidade.

Todavia, aceitação não significa passividade. Daí a querer abordar atividades.

Acredito que podemos fazer várias coisas que nos ajudam: alimentação; gestão emocional. Entre muitras outras:

16 coisas que melhoraram os meus dias

1* coisas boas na vida

Porque necessitamos de estar bem, de nos rirmos, de nos sentirmos bem. E quem é que resiste a bons vídeos de bebés ou de animais de estimação? E as duas coisas juntas?

Hoje em dia existem mesmo canais youtube específicos… escolha o seu e subscreva e divirta-se! 

2* Álbum fotos

E há quanto tempo não desfruta do seu álbum de fotos? Ou há quanto tempo não reserva um tempo para escolher entre as milhentas impressões digitais e passamos para papel?

Todos temos álbuns lindíssimos…seja da nossa primeira família; da nossa infância; do nosso relacionamento; dos frutos desse relacionamento…

Já agora, a loja tiger (que sempre que vou a um shopping tenho que ver as novidades…) tem uns álbuns pequenos, a imitar câmara que custa dois euros

E já pensou fazer um vídeo com todas as fotos? Este é um projeto que quero fazer de várias coisas da minha vida….do crescimento das minhas cadelas; das viagens feitas com meu namorado; das constantes mudanças que fizemos na casa…

3* falar com pessoas

Durante o cancro, e mesmo depois, há muita coisa a passar-se…

Assim, é quase impossível conseguirmos lidar com tudo sozinhas.

Sendo importante termos pessoas com que falamos. Seja sobre o cancro; seja sobre a vida sem ser o cancro; sejam problemas das outras pessoas; seja atividades que se partilhe…

Falar ajuda a digerir informação. Deste modo, procure a sua rede de amigos, família.

Se sente que necessita de conversar mais procure atividades que promovam contacto social (workshops, aulas…). E mesmo um terapeuta

4* o que gosta de fazer?

Gosta de tricotar? Quer aprender um novo instrumento?

Uma nova língua? [Passei imenso tempo a ouvir as minhas músicas preferidas e com o vagalume aprender a letra e a respetiva tradução].

E voluntariado? Existe a bolsa de voluntariado em que é possível descobrir atividades práticas ou online para ajudar organizações.

5* cadernos | conquistas…gratidão…o que queremos na vida

Escrever foi algo que descobri que gosto de fazer e que, principalmente, ajuda-me a acalmar a minha mente e os pensamentos compulsivos.

E podemos ter um caderno com todos os pensamentos ou ter um especifico para cada tema.

Conquistas

Durante o cancro as conquistas são muitas…aprendemos a lidar com a quimio; superamos a quimio; lidamos com a operação…; aprendemos a estar em casa e a gozar do tempo que temos…e depois com a radioterapia…

Porque não mencionar no seu caderno as suas conquistas diárias, mas também por etapas?

Gratidão

O que tem de bom na sua vida? Casa, família, rede de apoio, filhos, animais???

O que agradece por ter?

O que não estava à espera e que agradece à vida (meu exemplo, agradeço os dias que não estava tão bem e pude contar com as minhas cadelas em que pareciam perceber a situação e que, naquele dia, nem tinham que vir à rua…, ou do modo como o meu namorado lidou com várias questões…)

Fonte: Unsplash

Objetivos

O que queremos fazer depois disto tudo?

O que queremos na vida? Descansar? Ter mais tempo para nós? Ter mais tempo com os nossos? Ler? Viajar? Ir a novos restaurantes? Ir a todas as sessões de cinema? 

Escrever com prazer

E porque não gostar deste ritual? Porque não pode fazer acompanhada do seu chá favorito ou de um café [para quem adora, como eu…]. 

Temos que nos sentir bem!

6* cuidar do corpo

Mime-se

A hidratação é muito importante, mas podemos ver isto como algo mais para fazer… algo a adicionar na “lista dos tenhos que fazer!”, ou podemos sentir que merecemos este cuidado. Se não gosta mesmo, peça ao seu parceiro.

Ou se também não se sente à vontade procure o que lhe faz bem (pintar as unhas? comprar roupa nova?)

Ou preparar um banho relaxante com direito a muita espuma, a um ambiente agradável em termos de temperatura, com música que adora…

7* redes sociais | internet

As redes sociais sobre o cancro podem ser muito úteis, mas também algo complicado…

Mas as redes sociais podem ser muito positivas, eu gosto muito do Pinterest.

Nesta plataforma existem imensas ideias de:

  • como podemos organizar a nossa casa;
  • a nossa vida;
  • fazer presentes;
  • coisas para aniversários ou para épocas festivas como o Natal…

Frases para sentir bem

Assim como no instagram pode procurar por afirmações na vida que lhe fazem sentido.

E porque não imprimir 2 ou 3 afirmações e colocar numa moldura (de fotos) para de manhã pensar sobre essas frases? 

Mas também nesta rede social pode perder-se em blogs de cozinha… blogs de viagens?! [Prometo fazer um apanhado de todas as contas que gosto, mas dê uma vista de olhos ao artigo da Sapo Viagens sobre Viagens de intagram.

Tal como a internet, pode ser um sítio bonito para se passar tempo ou completamente estúpido. Neste sentido, recomendo a fazer pesquisas de modo anonimo.

8* passear

Gosta de roupa? Porque não um passeio pelo comércio tradicional? Ou então pelos shoppings em que não temos o problema de estacionamento?

E sabemos que alguém que gostamos adora algo que só se consegue em determinada loja? Porque não fazer uma surpresa com esse bolo ou com essa peça?

E já fez um tour de autocarro? Mesmo estando em quimioterapia, mas sentindo-se bem e super bem protegida (cachecóis …) pode apanhar um autocarro perto da sua casa e ver até onde vai. Ou de carro. Foram algumas as vezes que fui dar uma volta por ruas não tão conhecidas. E além de me distrair aprendia coisas (“ah…não sabia que tinha aqui o aldi tão perto…olha e da para cortar caminho por aqui, já sei alternativa quando apanhar trânsito…).

9* ver coisas

No outro dia apercebi-me que existem lojas de antiguidades em ruas muito próximas do porto. E fui. E adorei. Tanta coisa bonita e única!

Ou ainda a feira da vandoma….ou se não quiser sair de casa, já deu uma espreitadela pelas plataformas OLX ou CustoJusto?

e passeio por bibliotecas?

Além de serem edifícios lindíssimos, cada vez mais são os espaços criados com bom ambiente (café; espaço leitura; visualização de filmes).

Sem esquecer que nas maiores bibliotecas (almeida garret, Porto, por exemplo) é possível ver jornais diários, mas também semanários e revistas. 

10* leitura

E não há nada como sairmos da realidade em que se está imbuída. Assim, porque não uma leitura fácil? Romances; viagens; dicas para o dia a dia.

E que livros?

Qualquer livro da Christiane Northrup. Ou o poder do agora, de Eckhart Tolle. Ou qualquer livro de Louise Hay.

11* atividade física

Especialmente durante a quimioterapia necessitamos de descansar.

Mas se só descansarmos vamos ficar cansadas. Tal como aborrecidas.

Assim, aprendi que começando a fazer alguma atividade física sentimos muitas vezes boas sensações no desempenho da mesma:

  • carregamento de energias
  • sentimo-nos úteis
  • sentimo-nos mais cansadas e por tal torna-se mais fácil descansar

12* descanso

Mas atividade com equilibrio. Neste sentido, ao sentirmos o cansaço é importante descansarmos.

Daí a ser pertinente termos uma agenda bastante flexível. Não foram muitas as vezes, mas existiu uma ou outra que tive que desmarcar compromissos com família ou amigas, pois de um momento para o outro sentia-me terrivelmente cansada.

Mas descansar ajudava-me a carregar as energias. Para evitar descompromissos, ia apontando num caderno os dias que me sentia pior e, de certo modo, consegui estabelecer um padrão do comportamento do meu corpo para com a quimioterapia branca e a quimioterapia vermelha.

13*alimentar-se

Alimente o seu corpo, mas também a sua mente.

A alimentação é importante na nossa vida. Mas, acredito que por vezes podemos necessitar de alimentar a mente (variando de pessoa para pessoa, para mim foi continuar a ir aos meus restaurantes preferidos mas com imensa cautela…)

O importante é neste período entendermos que tal faz-nos bem

14* cuidar dos outros

O cuidar dos outros pode ser essencial no nosso processo de cura. Sentirmo-nos úteis na vida dos outros.

Sabe bem termos ideia de quão importantes para os outros e porque não dissermos a essas pessoas o quanto elas nos são importantes? [Não podemos esquecer que os que nos amam passam também por muito durante o cancro].

Cuidar da família?

Estamos em casa, estamos bem podemos ir ter com um familiar ou amigo e almoçarmos juntos.

Ou ir a casa de alguém. Ou ir passear.Há tanta gente à nossa volta (vizinhos….comunidade….).

Há tanta coisa à nossa volta (animais de estimação).  

15* dar elogios

Vai a algum sítio e gosta do serviço? Dê elogios! Sabe bem a quem recebe, mas também a quem os dá. Criamos um bom ambiente. 

16* destralhar

Como alguém amiga diz, se não utilizei nos últimos anos, quase de certeza que não vou utilizar nos próximos também.

Tem roupa que não lhe serve? Ou que já não gosta?

Com calma, e ao seu ritmo, abra cada gaveta, cada armário e tire o que já não utiliza.

E pode colocar nos contentores específicos para estes artigos de roupa, calçado.

Mas se por acaso é alguma peça de mobiliário pode sempre contactar uma organização que faz a recolha gratuitamente.

Todavia, e dado que estes artigos serão utilizados para venda, é essencial os mesmos estarem com algumas condições. Aqui em Gaia já utilizei a Remar e a Renascimento.

Ao destralhar sinto que vamos libertando alguma energia nesta tarefa, o que pode ser bastante agradável. 

17*Listas, listas e listas

– Fazer compras supermercados | hipermercados

Então, todos temos um supermercado favorito. E porque não ir aos menos conhecidos?

Por exemplo, eu nas limpezas domésticas adoro o vinagre de limpeza que, até há pouco tempo só existia no Minipreço ou jumbo, agora Auchan, por 0.99. até que descobri que no Aldi o mesmo produto estava por 0,79. Assim como, o continente, começou, muito recentemente a ter este produto na sua marca branca.

Eu fiz muitas e muitas listas com preços e ia dando voltas pelos diferentes supermercados… 

E para nos ajudar nestas tarefas recomendo visualização dos blogs com antevisão de promoções O caça promoções ou do Blog 200% ou também da página Sapo promos

– decoração

E adoro passear por lojas de casa…IKEA, gato preto, espaço casa, deborla, Leroy Merlin, kinda, Primark, Lojas de chineses, secções de supermercado… E tiro fotos para ideias. E muito devagarinho fui alterando a minha casa.

– e fazer orçamentos para os seus planos?

Estava constantemente com problemas no lavatório da casa de banho em que sabia que mais cedo ou mais tarde teria que tratar.

Então fui ao máximo de lojas e quando a situação tornou-se mesmo num problema fui comprar cada peça a um lugar diferente. E, simplesmente fizemos uma poupança acima dos 50 por cento.

E sabe que pode pedir orçamentos na zaask?

– facilitar a vida

E o que necessita de facilitar a vida? O seu computador está cheio e super lento e isso enerva lá por casa? Porque não ver discos rígidos e tentar facilitar a sua vida?

Sente-se mal por cuidar de si?

Há uns tempos falei com uma menina em que senti que não saia mais de casa pois não se sentia bem ir sair, “divertir-se”, quando o marido ia para o trabalho e os miúdos iam para a escola.

E depois o que acontecia? Ficava dentro de 4 paredes, sem estímulos externos e os dias estavam a custar imenso passar

Se está doente, não temos que tratar de nós? Eu acho que este é uma questão algo comum (que também quero falar mais tarde).

Mas que temos que meter na cabeça que precisamos de muita energia para lidar com o cancro e só temos que arranjar formas para a obter.

Só dias cor de rosa?

E não, sei que existirão dias mesmo complicados.

A questão é mesmo de aproveitar os dias em que se está menos mal e desfrutar da vida

Assim, o importante é saber o que lhe está a dar prazer e fazer nesse momento. E sem pressões. 

Fiz todas estas coisas mas muitas ainda faço agora. 

conclusão | atividades para se sentir melhor

  • o tempo durante e o depois do cancro não é de todo fácil, mas tal não implica que não possamos fazer coisas que nos façam sentir bem, devemos mesmo
  • sendo a, meu ver, mesmo uma necessidade
  • faça o que lhe está a dar algum prazer naquele momento
  • assim abordo algumas atividades que penso ser significativas e boas para a nossa vida
  • para tratar do cancro tem que tratar de si, da sua vida, mime-se

Posted in cancro, cancro da mama, gestão emocional, viver depois do cancro

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.