Menu Fechar

12 dicas para lidar com a quimioterapia [antes e durante] o que pode fazer

Em qualquer situação de saúde sempre preferi saber com o que poderia contar.

Por isso foi tão importante para mim a 1.ª consulta de oncologia, onde a minha médica teve o cuidado de explicar todos os possíveis efeitos da quimioterapia.

Tendo assim a possibilidade de como preparar para quimioterapia, para minimizar os efeitos da quimioterapia. Mas algumas questões não foram tidas em conta (exemplo dentista) e que vieram a revelar-se importantes.

Dicas para lidar com a quimioterapia

antes e depois da quimioterapia

1. Hidratação

Água, muita água, chá. De facto, este ponto é muito importante por várias questões.

Antes de realizar a quimioterapia para hidratar as veias. Durante e depois para ajudar a eliminar as toxinas deste tratamento oncológico do nosso corpo mais rapidamente. Sendo importante urinar com frequência, e sempre antes de dormir.

Mas como a minha médica chamou-me a atenção apenas água, chá e sopas hidratam. Os refrigerantes não servem neste processo. Antes pelo contrário. Também neste período tive em conta não abusar na toma de café, uma vez que estes não ajudam a hidratar o corpo.

De modo a não ter qualquer desculpa, comprei garrafas em inox e sempre que saia de casa levava comigo uma garrafa de meio litro de chá ou de água.

Já tinha terminado a última sessão de quimioterapia, e falaram-me na importância dos caldos de galinha (bone broth). Dizem que além de hidratar é uma forma super nutritiva e como sabemos esta é uma fase que necessitamos de construir o nosso corpo da melhor forma possível.

2. Preparar para a queda de cabelo (alopecia)

É um assunto que pensamos que vamos ter todo o tempo para tratar. Mas quando damos por isso já fizemos a primeira quimioterapia e não compramos nada adequado e então vamos arremediando com lenços que temos ou algo que nos é dado.

*perucas

As opções são bastantes: podemos optar por perucas. Porém, além de não serem baratas, a grande maioria é bastante incomodativa em termos de transpiração.

Então sugiro experimentar primeiro e atender qual o período que a vai utilizar mais (pleno verão?).

*lenço para quem faz quimioterapia

Há a possibilidade de lenço para quimioterapia, eu admito que no início julgava que seria o que eu ia escolher, mas apercebi-me que de facto é um acessório que indica de imediato a situação, e não gostei.

Isto porque, o lenço fica muito raso à cabeça, e notava-se uma falta de volume, a falta de cabelo.

Todavia, caso seja a sua opção existem imensos vídeos na internet a ensinar como amarrar o lenço à cabeça.

Eu nessa altura de pesquisa, gostei do vídeo “10 amarrações de lenços em 5 minutos” da Flávia Flores, que tem o blogue Quimioterapia e Beleza. 

*gorros

Até que descobri os gorros. Iniciei a quimioterapia em fevereiro de 2018, período de inverno e primavera bastante frios e ventosos. Então por um largo período andei e comprei um ou dois gorros e adorei.

Desta forma, não dava para entender o porquê da minha mudança de visual, e eu gostei desse facto. Como gostei tanto desta alternativa, tentei mantê-la durante o tempo quente, pois faria quimioterapia até julho e, infelizmente, o nosso cabelo não volta logo que se termina a quimioterapia, ainda demora bastante tempo.

Artigo: Fotos crescimento cabelo depois da quimio

gorros baratos aliexpress

Por isso fiz umas pesquisas, e acabei por comprar uns gorros bastante finos designados por COKK. Infelizmente, só consegui encontrar os mesmos através da plataforma Aliexpress, e que se optarmos pelo envio gratuito “Free Shipping” demora algum tempo a chegar a Portugal. Mas eu comprei o primeiro, e como gostei, comprei logo a seguir mais três.

Gorro cancro pelo
Fonte: Aliexpress (clicar na imagem)

Cortar ou não cortar o cabelo, eis a questão?

Eu estava com um cabelo enorme quando foi-me diagnosticado cancro da mama.

Na 1.ª consulta no Hospital São João, em que foi-me explicado que teria que passar por quimioterapia, quer esta fosse antes ou depois da cirurgia, decidi cortar o cabelo pelos ombros para ir-me habituando a um visual diferente.

E penso ter feito bem. De facto, tive tempo para me habituar ao novo look. E, depois, quando tive que abraçar o novo visual (careca) parece ter sido um “pouco mais fácil”.

Queda de cabelo

Se sabemos que a quimioterapia que estamos a receber provocará a queda de cabelo (alopecia), é importante estar preparada(o) para esta etapa, pois acontecerá, muito rápido.

No meu caso, começou a cair, na 3.ª semana a seguir à primeira sessão. E só consegui aguentar mais 3 dias. Por acaso a primeira vez que senti a cair estava a tomar banho, foi no dia dos meus 30 anos. Mas como tinha um concerto nessa semana, tentei aguentar.

Hoje em dia as máquinas para cortar o cabelo são bastante comuns. Se não tiver poderá sempre pedir emprestado a um amigo ou familiar. Eu cortei com um dos pentes mais curtos. Foi o meu namorado que cortou-me o cabelo. Este pode ser um momento delicado, então se fizermos num ambiente conhecido, estamos à vontade para reagirmos como quisermos, como necessitamos.

Se não raparmos completamente o cabelo, este tenderá a cair, principalmente, ao tomar banho. Mas eu preferi assim, desta forma fui-me habituando. E de dia para dia é que ia ficando careca.

3. Dentista

Ir ao dentista antes de iniciar a quimioterapia é de extrema importância. Isto porque, caso tenhamos algum problema devemos resolver o mesmo, para com a quimioterapia este não piorar.

Como referi no artigo Tempo precisa-se!, com todos os exames e consultas não tive este cuidado, e quando dei por ela um dente partiu, na 3.ª sessão da quimioterapia. E chateou-me por mais 2 vezes durante a quimioterapia.

quem faz quimioterapia pode ir ao dentista?

É importante termos cuidado com os nossos dentes.

Se caso tivermos que ir ao dentista durante a quimioterapia, temos que avisar o médico dentista do nosso tratamento. Uma vez que alguns medicamentos podem não ser utilizados.

Podendo a boca ser um local propicio a infeções (e durante a quimio temos as nossas defesas em baixo), é essencial ter uma boa higiene oral, nomeadamente:

  • escovar os dentes com pasta com flúor;
  • passar fio dental suavemente;
  • pedir ao seu médico oncologista um elixir ou medicamento que ajude no caso de ter mucosites (tipo aftas).

4. Alimentação congelador é nosso aliado

A alimentação é um ponto, a meu ver, essencial durante a quimioterapia, pois o nosso organismo necessita dos melhores nutrientes para conseguir fazer face aos químicos que lhe estão a ser administrados.

Se nos for possível, é conveniente ir fazendo várias refeições, em doses maiores, e ir congelando, para ter esta alternativa nos dias menos bons durante a quimioterapia (que, infelizmente, vão ser alguns).

Desafio alimentação saudavel 

Assim, se não tiver nada acabará por comer “qualquer coisa” e poderá estar a sentir-se mal por não se estar a alimentar-se adequadamente na altura que mais precisa.

Enquanto que se tiver refeições prontas, é só descongelar e aquecer e, até psicologicamente, sentir-se-á melhor por estar a cuidar de si

Artigo: dicas e ideias de receitas para ter uma alimentação saudável 

5. Realização de tarefas

Tal como a alimentação, e devido ao cansaço, podemos sentir alguma dificuldade na realização das tarefas domésticas ou outras.

Relativamente às tarefas domésticas, uns dias após o início da quimioterapia, fiz uma limpeza geral à casa. Assim, se nas semanas seguintes não estivesse com a energia suficiente, não estava muito preocupada.

Neste período é importante definir quais as tarefas prioritárias, e realizar essas quando nos for possível. As restantes, apenas quando estivermos bem.

6. Descansar 1 ou 2 dias antes das análises para quimioterapia

Uma coisa que aprendi é que a nossa agenda deve ser gerida de acordo com as sessões de quimioterapia.

De facto nesses dias não podemos mesmo “ir com pressa” para o hospital, pois, geralmente, vai demorar mais do que previsto.

Não atrasar a quimioterapia

Mas, aprendi por experiência própria, que os dias anteriores são também eles muito importantes.

Isto porque, logo nas análises para a 2.ª sessão de quimioterapia as minhas defesas estavam baixíssimas. E foi um dos momentos que a médica ponderou se deveria ou não atrasar a 2.ª sessão de quimioterapia. E com isto, as seguintes sessões também decorreriam mais tarde.

Necessidade de descansar

Até que li algures que descansar era muito importante, tendo um papel importante no nosso sitema imunológico.

E a verdade é que só voltei a ter este problema mais uma vez, numa das últimas sessões (em que o corpo já tinha acumulação de sessões).

Desse modo, 1 ou 2 dias antes da colheita para a quimioterapia obrigava-me a estar em repouso. E apenas fazer o que tinha de ser feito (exemplo ir ao hospital para a colheita quimioterapia).

7. Beleza

Pele

Na primeira vez que realizei as análises para a quimioterapia a enfermeira olhou para as minhas mãos, que estavam secas e com frieiras. A enfermeira avisou-me para colocar um bom hidratante pois a quimioterapia tem a tendência para piorar as mazelas que o nosso corpo tem.

Assim, nesse mesmo dia comecei com uma rotina de hidratação, que mantive diária, durante a quimioterapia, e a verdade é que durante a quimioterapia a pele esteve fantástica.

Rotina hidratação diária – pontos importantes

  • Realizar numa altura em que possamos fazer na maioria dos dias. No meu caso era antes de deitar. Os cremes estavam na minha mesinha de cabeceira;
  • Utilizar bons produtos hidratantes – eu já tinha experimentado (com bons resultados), o creme corporal orgânico Aloe Vera da Urtekram, e continuei e de facto adorei.

Unhas

Um dos efeitos da quimioterapia é enfraquecimento das unhas. Contudo, no Hospital São João, se quisermos, são-nos dadas umas luvas (que estão em gelo) para ir colocando enquanto estamos a tomar um tipo de quimioterapia.

Que para a minha situação foi nas primeiras 4 sessões. De facto, vale a pena o esforço, pois não tive qualquer problema com as minhas unhas, nem sequer as unhas escureceram (o que já não aconteceu com as unhas dos pés).

Em alguns países esta técnica de gelo é utilizada também para evitar a queda de cabelo, mas apesar do desconforto ser muito, os resultados ainda não são os desejados.

Queda sobrancelha

Ainda julguei que as minhas sobrancelhas iam sobreviver, pois estava já no 2.º ciclo de sessões e não tinham caído, mas não.

E sinceramente senti-me pior do que com a perda de cabelo. Porque? Senti que consegui contornar a questão do cabelo através da utilização dos meus gorros. Mas as sobrancelhas não, estranhei bastante a minha imagem.

Contudo, há alternativas, nomeadamente o preenchimento das sobrancelhas com lápis. Ao sentir que estão a cair pode dar um jeitinho com o lápis comum de olhos, mas existe também o lápis da Avène.

8. Menu anti-náuseas

No meu caso, no primeiro ciclo de quimioterapia o pior efeito foi o extremo cansaço.

Mas no segundo, ou seja, nas últimas 4 quimioterapias, que se esperava ser o ciclo mais fácil, foi para mim, bastante complicado pois as náuseas foram realmente muitas.

Existem algumas medidas que ajudaram-me, nomeadamente:

  • ao acordar, antes de sair da cama, comia bolachas;
  • as refeições serem frias, mesmo que fosse sopa comia fria;
  • os produtos de gengibre tinham um efeito muito positivo – rebuçados, chá são ótimos. Ginger ale foi mesmo um grande apoio (ver preço no KuantoKusta Supermercados). Se tiver o cartão Makro vale a pena comprar esta bebida neste estabelecimento.

ginger ale nausea

Compre antecipadamente alguns destes produtos, assim quando sentir enjoos, poderá verificar o que funciona mais consigo. No meu caso foi chá de limão e gengibre (mas provoca-me aftas na boca, e por isso não devia beber todos os dias). E ginger ale (neste bebida é só pena ter tanto açúcar, por isso só consumia nos dias que estava enjoada).

9. Gerir o stress

Como é normal, lidar com esta situação pode provocar muito stress, logo é importante criarmos mecanismos para gerir as emoções. Para mim funcionou Mindfulness; Meditação e Yoga

Mas todos temos atividades que adoramos – ver séries e filmes; ler bons livros; então há que aproveitar o tempo para fazermos coisas que nos dão alegria.

10. Aceitar o apoio

Ter uma rede de apoio é essencial para esta etapa, seja para:

  • ajudar-nos nas tarefas domésticas ou compras;
  • quer para acompanhar-nos durante as sessões e alguns exames;
  • ou ainda o apoio que foi-me tão importante de “apenas falar“.

De facto, quanto às tarefas domésticas encarei estas como algo que me davam “normalidade”. Foi até dos momentos que mais cozinhei e que experimentei diferentes pratos. Contudo, sempre que me foi possível, tentei combinar encontros com as minhas amigas, e este apoio foi muito decisivo para o meu bem-estar.

11. Mala de quimioterapia

Por vezes a quimioterapia dá muito sono, o que sabia muito bem, pois assim ao acordar, notava que já não falta assim tanto para acabar.

Contudo, há vezes que pelo barulho ou pelo nosso mal-estar tal não era possível.

*Passar o tempoAs quimioterapias podem ser muito diferentes. Algumas demoravam cerca de 1 hora, mas as minhas, geralmente, demoravam entre 2 a 4 horas.

Era muito tempo, por isso há que pensar antecipadamente como vamos aproveitar esse tempo

Quimioterapia sozinhas

Eu não preciso pois alguém vai comigo e terei companhia. 

Caso não saiba, no hospital são joão, os acompanhantes não podem ficar todo o tempo com os pacientes de cancro.

As enfermeiras deixam cerca de 5/10 minutos por cada hora. Não é que estejam a controlar. Mas se reparam que está alguém connosco há já alguns minutos, e nós estamos bem, vai ser pedido para aguardar na sala de espera. 

Refúgio positivo

Por tal, na maior parte do tempo, estamos sozinhos durante a administração da quimioterapia.

E, às vezes, as conversas não são as mais positivas. Sendo por isso essencial termos uma “refúgio” nosso. 

Neste ponto, pode até ser necessário fazer um pequeno investimento, como pagar spotify ou uma plataforma streaming. Mas vale muito a pena.

Relembro que a plataforma Spotify além de ter os álbuns que adoramos, possui também uma categoria de podcast’s. Em que alguns são muito motivadores e positivos

Artigo: Ideias do que pode oferecer a alguém que está a passar por cancro

*manta

Geralmente também sente-se muito frio (acabei por não perceber se é da própria quimio ou se é pelo facto de estarmos sentados por um longo período de tempo).

Por isso se gostarmos podemos sempre levar uma manta, pois na altura vai saber muito bem.

*hidratação

Mais uma vez não esquecer levar muita água.

12. Oftamologia

Eu utilizo óculos e lentes de contacto há algum tempo. Porém, no início da quimioterapia senti uma irratibilidade na utilização das lentes e comecei a andar mais com os óculos.

Nesta altura decidi ir a um oftamologista, até porque a data da última consulta estava quase a fazer dois anos. 

Sem ter dito nada, a oftamologista constatou uma diferença significativa nos meus olhos. Assim, decidi informar que estava em tratamento de quimioterapia.

Neste sentido, a médica mencionou ser positivo continuar mais com os óculos. E quando quisesse utilizar lentes, dar preferência às lentes de contacto diárias

Como não sabia se as minhas sobrancelhas iam cair ou não, decidi comprar uns óculos com uma armação maior. De modo, a conseguir disfarçar esta situação caso ocorresse (como depois aconteceu). 

Posted in alimentação, beleza, cancro da mama, como posso ajudar pessoa com cancro, compras, gestão emocional, Quimioterapia

6 Comments

  1. Maria

    Gostei das dicas.
    Ja me tinham falado do ginger ale. Tenho que experimentar

    • maisumahistoria

      Ao inicio confesso que suspeitei um pouco (mas também não tinha nada a perder, certo?). E de facto ajudou-me bastante

    • maisumahistoria

      Obrigada pelo comentário

  2. Ana

    Nem fazia ideia da importância de irmos ao dentista. Mas falei com outras pessoas que já tiveram cancro e todas recomendaram também, pois tiveram problemas durante o tratamento.
    Ninguém diz nada. Obrigada pelas dicas

    • maisumahistoria

      É verdade Ana.
      Algumas questões não nos são indicadas e podem fazer a diferença durante os tratamentos.
      Força para esta etapa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.