Menu Fechar

radioterapia efeitos secundários e como os minimizar

Foram muitas as pessoas que disseram-me para não me preocupar pois a radioterapia seria um processo bem menos moroso e doloroso do que a quimioterapia [o que não concordo].

Mas mesmo assim fui colocando várias questões como:

“Sente-se logo os efeitos da radioterapia?”

“E depois do tratamento deixo de ter dores?”

“E quanto tempo demora a pele a regenerar após a radioterapia?”

Neste sentido, aqui farei uma abordagem do meu percurso de 30 sessões de radioterapia contra o cancro da mama. Assim como, dos conselhos que fui recebendo. 

radioterapia cancro da mama efeitos secundarios

Comichão (prurido)

Logo no segundo ou terceiro dia senti uma comichão desgraçada na área que recebe a radiação. 

Porém não se deve coçar, pois fará muito mal à pele. Nestas situações, se fosse possível, colocava pomada ou, então, passar com água fria nesta zona e tentar distrair-me. 

Queimaduras leves na pele

Pela segunda semana, à volta do mamilo foi ficando avermelhado (tal como se tivesse apanhado sol). Contudo, se estava com receio que de dia para dia isto piorasse, tal não aconteceu. Ou seja, esta vermelhidão manteve-se até à última semana. Nesta zona, a pomada era absorvida mais rapidamente.

Então, enquanto aguardava que a restante pomada fosse absorvida, colocava um outra camada muito fina, apenas nesta zona

Dificuldade em dormir

A partir do final da segunda semana começaram a surgir as muitas dificuldades em adormecer. Só adormecia com algum esforço e sem razão aparente acordava passadas poucas horas, sem conseguir adormecer novamente. Escusado será dizer que no dia seguinte estava bastante cansada. 

Há quem recomende que se não conseguirmos adormecer em 20/30 minutos devemos sair da cama e fazer alguma atividade. Eu gostei desta estratégia e, de facto, acordava de noite, e vim muitas vezes construir o site. Podendo ajudar criar um ritual (ler um livro durante algum tempo; ouvir música relaxante). Mas também, de tarde e à noite evitar café ou outros produtos com cafeína (chá verde tem cafeína). 

Perda da mobilidade do braço operado (esvaziamento axilar)

No início da radioterapia deve-se parar com a massagem terapêutica. Todavia, é importante manter a prática dos exercícios de reabilitação ao braço operado. Isto porque, com a radioterapia há uma tendência para os nervos ficarem presos e assim condicionar a mobilidade do nosso braço. Senti esta dificuldade bastante a partir da segunda semana; tendo sentido algumas melhoras nas semanas seguintes. Até que, na última semana e seguintes senti novamente a mobilidade a ficar condicionada, em que a realização dos exercícios tornava-se cada vez mais difícil.

Contudo, tendo exposto esta situação a uma amiga enfermeira ela recomendou-me manter a realização dos exercícios, pois apesar das dores, estes ajudavam a que a situação não piorasse. Aproveitei o tempo que tinha que esperar para que a pomada fosse absorvida, para realizar estes exercícios. Desta forma, não me esquecia de realizar estes exercícios, realizando mais vezes por dia. 

Artigo: Exercícios de reabilitação – esvaziamento axilar

Cansaço/ Fadiga

Este é também um efeito que senti bastante. Não só pelo facto de não ter um sono reparador. Mas também como o médico explicou-me: o nosso corpo está a sofrer uma agressão e utilizará energia para se defender. Porém, no meu caso, este efeito não foi tão forte comparativamente à quimioterapia.

Todavia, a estratégia utilizada foi a mesma, ou seja, priorizei tarefas e após realizar estas descansava um pouco

Sensações de queimaduras internas/nódoas negras no braço

Pela quarta semana fui começando a sentir uma sensação de queimadura no braço, semelhante à dor sentida nos dias seguintes à cirurgia. Ou seja, algo parecido com uma queimadura interna. Porém, visualmente não conseguia verificar nenhuma alteração. Felizmente a dor não era permanente. Nem foi escalando de dia para dia. Já na última semana deste tratamento oncológico, assim como nas seguintes, senti dores, principalmente ao redor do cotovelo, em que não podia tocar, dando a sensação que estava com nódoas negras. Mas também não conseguia visualizar qualquer alteração.

Aqui, não deixei de colocar a pomada, contudo tinha mais cuidado, colocando a pomada suavemente

Dores na mama

Antes de começar com a radioterapia, tive algumas dores na mama. O que seria ainda normal segundo a minha médica oncologista. Todavia, com a progressão dos dias estas dores foram sendo atenudas. Estas dores pareciam umas picadelas na mama, internamente. 

Porém, no final do tratamento de radioterapia estas dores regressaram, sendo cada vez mais fortes e frequentes na mama. De acordo com a médica radioterapeuta esta é uma situação muito comum. E as dores começaram a reduzir a partir da 3.ª semana pós-radioterapia

Radioterapia e tamoxifeno combinação perigosa

Tendo terminado o zoladex, mas iniciado pouco tempo depois o tamoxifeno senti alguns sintomas da menopausa. Porém, não tão agressivamente quanto o zoladex.  Tendo sido um grande alívio para mim.

No entanto, com a radioterapia as sensações não tão positivas (calores nocturnos, afrontamentos) foram sendo cada vez mais fortes e frequentes. De facto, no meio do tratamento da radioterapia apercebi-me que as alterações de humor estavam a tornar-se uma constante. Assim, de num momento estava bem disposta e sem mais nem menos estava insuportável. Sem esquecer de mencionar o efeito “panela de pressão”, em que por tudo e por nada explodia. E quando pensava um pouco melhor, a situação já tinha escalado de um modo que não reconhecia. 

Nestes dias tentava realizar atividades que gostava. Bem como reforcei práticas de meditação e técnicas de relaxamento. Mas assumo que  lidar com este efeito foi bastante complicado para mim. Mas também para as pessoas que me rodeavam. 

Qual foi o período mais difícil da radioterapia?

A última semana de radioterapia e as seguintes foram sem dúvida as mais difíceis.

Isto porque, foi a partir desta semana que senti com mais intensidade os efeitos, nomeadamente as dores e condicionamento da mobilidade do braço; sintomas de menopausa, juntamente com depressão; mas também efeitos vísiveis na pele. De dia para dia, a pele ficava mais vermelha. Tendo na semana seguinte (em que já não realizava tratamentos) escurecido

Apenas a dificuldade em dormir é que melhorou neste período.

Mas, felizmente, fui sentindo melhoras a partir da 2.ª semana pós-radioterapia.    

Evolução da pele com a radioterapia

Pelo que me lembro da minha mãe e também pelo que me foi indicado pelos médicos, a pele esteve muito bem. A última consulta decorreu no dia em que fiz o 26.º tratamento. Tendo a médica mencionado que seria normal se a pele nessa semana e nas seguintes escurecesse, o que aconteceu. Todavia, não descamou, nem nunca criou bolhas. O que tornaria a recuperação muito mais difícil e morosa. 

radioterapia cuidados durante tratamento

Fui descobrindo dicas para cuidar da pele que acredito terem sido essenciais para os resultados obtidos. Dentro das quais: 

Hidratação

É essencial a pele estar muito bem hidratada antes e durante os tratamentos. Isto, quer pelo consumo de líquidos (água, chás, sopas).

Mas também uma boa hidratação exterior pela utilização de bons cremes. Quer tenha terminado a cirurgia, ou a quimioterapia, até iniciar este tratamento aposte numa boa hidratação. No meu caso, e como me tinha sido aconselhado pela equipa cirúrgica, utilizei o creme Cicalfate.

Proteção da pele 

Contudo, a partir do momento que conheci o dia que iniciaria estas sessões, continuei a realizar a massagem terapêutica com o creme Biafine. Conheço pessoas que apenas colocaram Biafine a partir do 1.º tratamento, e podendo ser coincidência, na verdade ficaram com mais problemas na pele, com menos tratamentos. 

Evitar contacto da pele 

É essencial evitar o contacto da pele, motivo pelo qual devemos andar com roupa larga, prefencialmente de algodão, não utilizando soutien

O que eu fiz foi andar com roupa do meu namorado, ao contrário para as costuras não fricionarem na pele. E por cima andava com uma camisa.

Contudo, é também importante prestar atenção ao modo como dormimos, de forma a que esta zona não seja tocada. Das trinta sessões houve uma ou outra noite que acabei por dormir para este lado (que era o meu preferido desde sempre), mas como foi tão pouco tempo não tive grandes complicações. 

Banho

Durante as 6 semanas de tratamentos, mas também as 3 seguintes que deveria manter os cuidados, tive cuidado para esta zona não receber água quente

Assim, tomava banho no corpo, sem passar com o chuveiro do lado esquerdo. Em seguida, lavava o cabelo. E para último lavava a zona irradiada com água morna/fria.  

Pele sem vestígios de pomada 

Como tinha lido várias chamadas de atenção relativamente ao facto da presença de pomada aumentar a radiação recebida, decidi colocar uma camada mais fina nas aplicações anteriores à realização da radioterapia. Colocando com cerca de 4/5 horas antes da radioterapia, deixando absorver por completo até me vestir.

Mas também se por alguma razão notasse vestígios da pomada, mesmo que seca, tentava retirar com algodão embebido em água (mas de modo extremamente suave). Pelo menos a mim, após tomar banho tornava-se evidente o excesso de pomada que tinha. 

Biafine 

Coloquei esta pomada 3 vezes por dia, todos os dias, inclusivé fins de semana.

Ou seja, durante a semana, tentei colocar a pomada Biafine a seguir ao tratamento, logo que fosse possível. Colocando novamente à noite, antes de adormecer. E de manhã, ao acordar, para a pomada secar devidamente. Apenas num dia coloquei 2 vezes. 

Biafine para cicatrizes

Recentemente recebi um email sobre biafine e cicatrizes. Sinceramente, considero que o biafine não é o creme mais adequado para cicatrizes. A mim, foi-me recomendado o Cicalfate, mas existem outros.

Todavia, verifiquei que enquanto realizava radioterapia e colocava biafine, a cicatriz progrediu sempre muito positivamente.

Aloe vera durante radioterapia 

Sempre associei aloe vera a queimaduras leves, devido à sua ação regenedora, hidratante e anti-inflamatória. Tendo alguns cremes com esta substância.

Todavia, e como não sabia como a pele poderia responder a estes, decidi utilizar apenas o gel da planta (gel babosa), ao fim de semana. Assim, nestes dias intercalava o gel babosa para queimadura de radioterapia com o creme recomendado  Biafine.

Aloe vera comprar planta

Numa pesquisa olx encontra diferentes locais onde pode comprar esta planta, podendo encontrar também nas lojas Ikea (ver aqui) ou ainda em hortos. 

Como fazer o gel aloe vera?

Na internet existem diferentes videos, onde indicam como retirar o gel a partir da planta. Mas penso que no portal wikihow está também muito bem descrito (ver aqui).

Caso queira experimentar o gel aloe vera, mas não tem paciência para retirar da planta, existem no mercado diferentes produtos, de diferentes marcas. 

Cuidados após radioterapia mama

Na última consulta com o médico radioterapeuta foi-me recomendado manter todos os cuidados até 3 semanas após o término da última radioterapia. E tal como me tinha sido também indicado, a pele escureceu mais na 1.ª semana após o fim do tratamento

Manter esta rotina de cuidados não é propriamente fácil, mas tentei, pelo menos, colocar a pomada logo que acordava e antes de adormecer. Para ter esta energia pensava que se esta fase corresse bem, a recuperação ocorreria de modo mais rápido, que era o que pretendia. 

Tempo de recuperação radioterapia 

E, de facto, a partir da 2.ª semana, após o fim dos tratamentos, fui sentindo melhorias, quer na pele, quer na atenuação dos restantes efeitos. 

E linfedema?

O inchaço do braço operado é frequente em mulheres que realizam radioterapia. Todavia, não tive esta alteração e julgo que tal se deveu ao facto de no período de tratamento ter evitado por completo a realização de tarefas repetitivas ou que exercessem um grande esforço

E tal só foi possível com apoio de outras pessoas. Trinta sessões, que corresponderam a seis semanas, ainda é um período longo. Neste sentido, há que ponderar realmente as tarefas que são prioritárias, e nas restantes pode-se tentar pensar em alternativas, como por exemplo:

  • Compras de supermercado – dar preferência às entregas ao domícilio ou então ao levantamento de compras (conheço e gosto do serviço Click&Go do Continente);
  • Passar roupa a ferro – com tantas lavandarias self-service o preço por engomar peças de roupa desceu consideravelemte. Na minha zona de residência, comprando o cartão da lavandaria, 10 peças ficam por 9€;
  • Limpar a casa – se tem alguém que a ajude, aproveite. É a sua saúde que está em questão. Se não tiver ajuda, procure serviços profissionais. No portal Zaask é possivel pedir orçamentos, sem qualquer vínculo, por serviços de limpeza.
  • E sem esquecer que, ao realizar tarefas, ir intercalando com descanso. 
Posted in cancro da mama, radioterapia

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.