Menu Fechar

tive algo de bom com o cancro? | ainda não conhece o caderno de gratidão?

Este exercício pode soar a algo banal mas de facto, tem uma forte influência positiva na nossa vida.

Mas antes de explicar em que consiste o caderno de gratidão, se alguém cair neste artigo, sem uma explicação prévia, pode julgar que sou uma miúda que diz que o cancro mudou a vida. E que foi a melhor coisa…..de todo que não…

Compreendo quando se diz que o cancro foi um “acordar para a vida”, pois dá-nos um ímpeto para concretizar os nossos sonhos. Mas o cancro em si é uma treta

Detesto o cancro porque…

… O cancro podia acabar com o que tinha de melhor…a minha vida

….O cancro, no mínimo, vai-me colocar desafios quando pensar na maternidade…podendo mesmo ter que lidar com a infertilidade……

…O cancro complicou imenso, mas imenso mesmo, a minha vida financeira. Em que estava desempregada, sem direito a subsídio de desemprego ou de doença. E agora na procura de emprego vai ser no mínimo um entrave……

…O cancro fez vir ao de cima o pior de mim… A acumulação de todos os meus medos, minhas angústias, associado a um processo de menopausa química… Tendo tido comportamentos com os que mais amo que não me orgulho minimamente…

…O cancro fez-me sentir, muitas vezes, sozinha. Não que não tivesse ao meu lado apoios incondicionais. Mas porque estava a vivenciar situações que sentia que ninguém podia compreender.

Não tornar uma onda num tsunami

As frases anteriores eram muitos dos meus pensamentos.

Começam por pequenas ondas. Mas se alimentarmos estes pensamentos rapidamente temos que lidar com tsunâmi.

Em que não sabemos, nem acreditamos que vamos sair desta situação.

E o que ganhamos com isto? Nada. Antes pelo contrário, estamos a perder energia e ficamos desmotivadas. 

Luz ao fundo do túnel

O cancro deixa-nos num lugar muito sombrio.

Começa por ser o diagnóstico. Depois são os efeitos da quimioterapia. Ou os efeitos da radioterapia. Alterar alguns aspectos da vida devido ao esvaziamento axilar

Assim, não devemos estar à espera que a situação melhore por si só, pois poderá não acontecer. Quando lidamos com um desafio, já temos que aprender a lidar com um outro

Desta forma, a dita luz ao fundo do túnel somos nós que a construímos.

Objetivos de vida

Daí a importância de termos um caderno de objetivos na vida (o que vamos querer fazer na vida durante e depois do cancro).

Mas também um caderno para nos relembrarmos do que temos de bom na vida. Sendo este o caderno de gratidão. 

gratidão o que é

Este exercício não é mais nem menos que agradecer pelo que temos de bom na vida.

E porque? Porque quando estamos numa situação dificil, rapidamente esse assunto pode-se tornar na nossa vida. E não tem que ser assim.

Diferença entre diário e caderno gratidão

Diário é um caderno que utilizamos para escrever o que se passou naquele dia. Podendo ser positivo ou negativo. Para desabafar pode ser uma ótima medida

Caderno de gratidão (ou gratitude) é sobre o que temos que estar gratos

Eu fiz um caderno de gratidão relacionada com o cancro da mama, que abaixo partilho…

Estou grata por …

Gratitude journal
Caderno de gratidão | Estou grata por… | Fonte: Pixabay

Diagnóstico do cancro

  • O cancro ter sido descoberto no grau 3 e não no grau 4
  • Ter tido a oportunidade de congelar os meus ovócitos 
  • Ter tido a possibilidade de lutar contra o cancro
  • Ser possível fazer tratamentos que funcionam com muitas situações de cancro da mama e que tem tido sucesso

Quimioterapia

  • A quimioterapia ter diminuído o tumor
  • Ter colocado as mãos em luvas com gelo, o que fez não ter tido qualquer problema com as unhas das mãos
  • Ter conseguido obter informação que fez com que os efeitos da quimioterapia fossem minimizados
  • Ser-me possível apreciar as pequenas coisas como estar no sofá a ver uma série ou a ler um bom livro

Cirurgia

  • Sentir a minha imunidade a aumentar e com isso puder comer frutas e legumes crus, que tanto gosto.
  • Mas o mais importante puder estar com as minhas cadelas sem todas as preocupações que foram necessárias
  • Ter sido possível manter a minha mama
  • Ter tido informação que levou a ter as mínimas sequelas por ter feito esvaziamento axilar
  • O tumor ter sido removido com margens de segurança ótimas, não tendo sido necessário uma segunda operação cirúrgica
  • Saber que o cancro saiu do meu corpo

Radioterapia

  • Saber que estou a fazer algo para evitar que o cancro esteja no meu corpo 
  • Começar a sentir o meu cabelo. E como sabe bem quando sentimos o vento

Depois do cancro

  • Após o tempo de recuperação da radioterapia conseguir tomar um bom banho
  • Ser-me possível apanhar alguns minutos de sol em zonas do corpo que não foram irradiadas
  • Não ter tantas consultas e sentir que o meu dia a dia não gira à volta do cancro, começando a ser possível organizar viagens mais longas
  • Apesar do corpo estar muito cansado, a possibilidade de construir uma mentalidade que me ajuda neste período desafiante

Percurso contra o cancro

  • Ter fortificado muitos relacionamentos da minha vida
  • Estar a construir uma mentalidade em que sinto que realmente devo cuidar de mim
  • Ter reforçado a minha vontade e ter energia para concretizar os meus objetivos de vida e ter experiências que me enriqueçam

Cadeno de gratidão vida

Os exemplos que dei anteriormente estão focados nesta situação de cancro.

Mas podemos e devemos fazer este exercício sobre a nossa vida, podendo ser através das seguintes formas que, a meu ver, são deveras interessantes:

  • razões que temos que estar agradecidos na vida (termos uma família fantástica, termos um companheiro(a) excelente, termos uma rede de amigos impar…)
  • escrever uma carta às pessoas que tiveram um impacto positivo na nossa vida
  • as coisas que trazem-nos felicidade por termos feito na vida (ir à viagem x, aquele concerto ou espectáculo, adotar um animal…)
  • o que já conquistamos na vida (projetos pessoais ou profissionais que temos orgulho de termos feito parte)
  • as aptidões/ competências que temos orgulho termos desenvolvido 
  • as situações que sabemos que contribuiu para a melhoria de condições da vida de outras pessoas
  • lista de coisas [materiais] que adoramos (fotos da nossa infância ou de alguém, lembranças ou presentes, álbuns de música, livros)
  • coisas triviais que nos enchem a alma (tomar um bom café, estar numa esplanada, tomar um banho quente, acordar mais cedo para ver o nascer do sol, estar no sofá e ver a chuva a cair, uma boa conversa, preparar uma refeição que adoramos)

Caderno de gratidão como fazer

Geralmente, no inicio começamos apenas com uma lista das razões para expressarmos gratidão. Mas aos poucos vamos decorando com diferentes letras, cores. Tornando-se até num processo criativo. 

Mas algo que resulta muito bem é a associação de fotos, pois ao abrir o caderno deparamo-nos imediatamente com imagens que nos trazem bons sentimentos

Hoje em dia existem várias aplicações com este proposito, mas acredito que a veia criativa é mais desafiada num caderno. 

Pesquisando por “caderno de gratidão” ou “gratitude journal” encontrará imensos vídeos que podem servir de inspiração para o seu caderno. 

[Mas caso assim pretenda]. Porque o importante é que reflita sobre o que tem de bom e que expresse sobre isso. 

Frases inspiradoras 

* Aproveita as pequenas coisas, pois um dia podemos olhar para trás e apercebemo-nos que essas eram as grandes coisas. Robert Brault

* Não importa a religião, agradecer será sempre a prece mais bonita que existe. Diego Vinicius

* Permita que as suas escolhas refilictam suas esperanças e não os seus medos. Nélson Mandela

* Desenvolva uma atitude de gratidão e agradecimento por tudo que lhe acontece, sabendo que cada passo para a frente é um passo para conquistar algo superior e melhor que a situação atual. Brian Tracy

* Quando expressamos a nossa gratidão, nunca devemos esquecer que a mais alta apreciação não é proferir palavras, mas viver através delas. John F. Kennedy

Reflexão diária

Estou num dia muito mau. O que fazer?

Sim, passamos por dias maus durante o cancro. [Mas não é só durante o cancro, durante a vida]. 

E um exercício que pode-nos ajudar a descontrair é ir para o sofá, relaxar e pensar nas coisas que naquele dia temos que estar gratas

Dou alguns exemplos relacionadas com o cancro:

  • Apesar de noite ter dormido mal. Hoje descansei um pouco e fez-me sentir bem.
  • Apesar de estar a passar pela quimioterapia sinto uma força que me leva a agir e já fiz isto e aquilo.
  • Hoje tive a oportunidade de ler/ ouvir/ fazer algo que já há muito queria.
  • Hoje tive a possibilidade de estar, de ligar para uma amiga que já há muito não falava.

Vantagens de expressar gratidão

Desta forma temos a oportunidade de ver a nossa situação numa outra perspectiva

Assim como, conseguimos apreciar coisas da vida que entendemos que realmente são importantes para nós.

No budaismo, quando estamos a praticar gratitude estamos a compreender que temos o suficiente.

Além de que, um estudo cientifico feito por  O’Connell, O’Shea, & Gallagher (2017) demonstrou que a prática diária de procura de situações pelas quais devemos estar gratos. Mas também expressar essa gratidão, durante três meses, não só ajuda em situações de depressão como traz benefícios no nosso bem-estar geral.

E tenho que escrever?

Este exercício pode ser feito mentalmente. Mas aconselho a escrever

Isto porque, desta forma, mais tarde poderá recordar-se do que escreveu e, certamente, vai ter orgulho das suas conquistas

conclusão | caderno gratidão

  • a prática de gratidão necessita de ser exercitada com regularidade, se possível, todos os dias;
  • de modo a criar um hábito, pode estabelecer uma altura do dia, em que, geralmente, não tem outras preocupações (exemplo antes de ir para a cama, depois do almoço…);
  • o caderno da gratidão consiste numa lista de tudo que está grato e do que pode agradecer, quer em determinado momento, quer em situações passadas da vida;
  • deste modo, mesmo nas situações dificeis da vida, compreendemos e focamo-nos nas coisas positivas que temos na vida. e com isto obtemos uma força interior bastante positiva em qualquer momento da vida. 
Posted in cancro da mama

2 Comments

    • maisumahistoria

      Olá Helena,
      Obrigada =)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.